Seguro de automóvel deve cobrir prejuízos com enchentes

Seguro de automóvel deve cobrir prejuízos com enchentes


Autor:
Dr. Thomás de Figueiredo Ferreira


Dizem que São Pedro é o responsável por todas as mudanças climáticas, uma vez que é ele quem carrega as chaves que abrem e fecham os portões celestiais. Se isso é verdade, é certo que com a seca vivenciada ao longo do ano de 2015, e as fortes tempestades no início do ano de 2016, o humor de São Pedro está bem instável ultimamente.

Nos noticiários da TV, são cada vez mais frequentes as imagens de carros sendo arrastados por enchentes, cobertos quase até o teto de água, com proprietários tentando salvar o tão estimado bem.

A dúvida que fica é: as seguradoras são obrigadas a pagar os prejuízos decorrentes das enchentes e alagamentos?

A resposta é SIM. Todos os seguros de automóvel com cobertura compreensiva (apólice básica) inclui a proteção contra “fenômenos naturais”, ou seja, aqueles decorrentes da própria natureza, como ventos fortes, quedas de árvores, chuvas de granizo, raios, deslizamento de terras e ENCHENTES.

Em uma enchente ou inundação, já existem entendimentos que caso o nível da água ultrapasse o painel do veículo, fica caracteriza uma perda total, oportunidade em que segurado deverá ser indenizado nos mesmos moldes de um roubo, conforme a tabela Fipe ou outro valor referência de sua apólice.

Uma ressalva importante é que o segurado não pode expor o veículo a risco desnecessariamente, como por exemplo, estar estacionado em um local seguro e tentar atravessar um alagamento. Ou seja, se ficar comprovado no laudo de sinistro que intencionalmente o segurado colocou o em risco o automóvel, pode ocorrer recusa da seguradora no pagamento da indenização.

A Susep é o órgão que fiscaliza o setor, e se for constatada alguma recusa no pagamento de indenização, vale inicialmente submeter o problema à referida entidade ou ao Procon de sua cidade.

Caso à recusa ao pagamento da indenização persista, o caminho a seguir é recorrer ao Poder Judiciário, através de um advogado da sua confiança.