Pequenos conselhos para as compras de Dia das Mães

Pequenos conselhos para as compras de Dia das Mães


Autor:
Maria Laíse Moura Gonçalves


Presentear alguém nem sempre é algo fácil. Muitas vezes torna-se complicado acertar “em cheio” a cor preferida, o tamanho, o gosto de preferência e a tarefa torna-se ainda mais árdua, quando chega o dia de comemorar e presentear uma das pessoas que mais amamos. Afinal, o DIA DAS MÃES em nosso país é sempre comemorado no segundo domingo do mês de maio, data esta que gera um imenso movimento no comércio. Seguem algumas dicas úteis e de extrema importância para quem irá às compras, evitando assim possíveis “obstáculos”, na hora da troca dos presentes.

Uma primeira dica, se no momento da escolha da compra do produto for constatado por você a falta de etiqueta no mesmo, contendo as informações descritas para troca, não esqueça de perguntar ao vendedor ou gerente da loja, sobre os procedimentos de troca e, EXIJA a sua Nota Fiscal, pois a mesma é o documento essencial para garantia do produto e assegurar a troca, evitando assim, possíveis constrangimentos.

E quando o produto for comprado em promoção?

Cabe lembrar, que em caso de presente comprado em promoção, a troca do mesmo tornar-se-á obrigatória, somente em casos de apresentações de defeitos, nas condições asseguradas pelo artigo 26 do Código de Defesa do Consumidor.

Uma segunda dica é no caso de compra de aparelho celular ou algum outro eletrônico, os CUIDADOS devem ser redobrados. Assim, no ato da compra atente-se a embalagem do produto em questão, pois a mesma deve ser entregue a você devidamente lacrada e embalagem original, bem como deve seguir junto ao mesmo o manual de instruções em língua portuguesa, contendo inclusive a relação de redes autorizadas de assistências técnicas. Se possível teste o produto antes mesmo de levá-lo, mas caso isso não ocorra não se preocupe, pois você segue devidamente assegurado pelo CDC, no artigo acima mencionado e seguintes.

E quanto as formas de pagamento?

Saiba que o estabelecimento comercial não pode de forma alguma definir unilateralmente um limite mínimo para compra em Cartões de crédito ou débito. Já em relação ao pagamento com Cheques, é a critério do estabelecimento sua aceitação ou não. Porém, se aceitável e o mesmo for pós-datado, exija a constatação do número do cheque e da data a ser efetivamente depositado, junto a Nota Fiscal, pois caso o cheque seja apresentado para compensação no banco antes da data combinada e mencionada em Nota Fiscal, o estabelecimento deverá ser responsabilizado a qualquer que seja o dano causado a você CONSUMIDOR.

Dicas simples e fáceis como essas, fazem com que esse momento especial seja prazeroso e sem complicações.